Pesquisadores do IPCCB participam de encontro sobre os estudos TRuST e QualiTRust

Pesquisadores do Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema (IPCCB/FMT-HVD) participaram na última semana, nos dias 12 e 13 de setembro, em Brasília/DF, de encontro sobre os estudos TRuST e QualiTRust. A equipe se reuniu com representes do Ministério da Saúde e da Medicines for Malaria Ventures (MMV) para apresentar os últimos dados dos projetos. O IPCCB foi representado pelos pesquisadores Marcelo Brito, Vanderson Sampaio e Felipe Murta. Também estiveram presentes o Secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros, e o co-pi do estudo, o pesquisador e diretor clínico do Centro de Pesquisa em Medicina Tropical de Rondônia (CEPEM), Dhelio Batista Pereira.

O Estudo de Implementação da Tafenoquina (da sigla em inglês, TRuST) avalia a expansão do uso de um novo teste e um tratamento mais curto, com o medicamento tafenoquina, para a malária por P. vivax para unidades de saúde de atenção primária que tratam pacientes com malária. Espera-se que o novo esquema de tratamento ajude a melhorar a adesão do paciente e, assim, aumentar o número de pacientes que completam o tratamento e alcançam a cura.


O Ministério da Saúde usará os dados gerados pela pesquisa para decidir se e como implantar o novo protocolo em todo o país por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O Brasil é o primeiro país do mundo a fazer uso deste novo regime de tratamento em larga escala. A pesquisa está sendo realizada em Manaus/AM e em Porto Velho/RO. Em Manaus, estudo é liderado pela Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), sob coordenação geral do pesquisador e médico infectologista Marcus Lacerda, em parceria com Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) e com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). O QualiTRuST é um estudo qualitativo que visa compreender os fatores que possibilitam e dificultam

a adoção e o uso de novas ferramentas, bem como desenvolver e implementar estratégias para superar

os principais obstáculos observados.

Fotos: divulgação