IPCCB participa de curso de Gestão da Qualidade em Pesquisa Clínica em Brasília/DF


Participantes do curso de Gestão da Qualidade em Pesquisa Clínica. Foto cedida pelos participantes.

O Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema (IPCCB) participa nesta semana, de 26 a 29 de novembro, do curso de Gestão da Qualidade em Pesquisa Clínica, da Associação Hospitalar Moinhos de Vento (AHMV). Participam da capacitação em Brasília/DF o enfermeiro Kim Machado e a farmacêutica Mariana Simão, esta em parceria com o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz/RJ).


Para Kim Machado é importante participar da capacitação a fim de atualizar os conhecimentos em pesquisa clínica, com ênfase em gestão. Além de "discutir com outros centros estratégias para otimizar a geração de dados confiáveis e robustos para fortalecer os centros de pesquisa e a saúde pública no Brasil".


Mariana Simão (parceria do IPCCB com o INI/Fiocruz-RJ) de blusa listrada e Kim Machado a direita da imagem. Foto cedida pelos participantes.

O objetivo do curso é justamente viabilizar aos pesquisadores momentos de discussão e interação entre os pares sobre os procedimentos necessários para uma gestão eficiente de centros de pesquisa e estudos clínicos. Os participantes estão discutindo tópicos sobre: gestão estratégica, sistema de gestão da qualidade, indicadores, certificações de qualidade, sistematização de processos em estudos clínicos, análise orçamentária, seguros, contratos, auditorias, gestão do risco de eventos adversos e captação de recursos.


Ao final do encontro a expectativa de Machado é melhorar o network com outros pesquisadores e colaboradores de centros de pesquisa, bem como discutir melhorias nas estratégias de gestão das pesquisas clínicas realizadas no IPCCB/Fundação de Medicina Tropical Dr Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD).

Sobre a capacitação - O curso da AHMV, entidade privada sem fins lucrativos, é relacionado ao Projeto Capacitação e Formação em Pesquisa Clínica. O projeto é uma parceria do Hospital Moinhos de Vento e o Ministério da Saúde através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).