top of page

Crianças com diagnóstico de malária vivax podem participar de estudo do IPCCB

Crianças diagnosticadas com malária vivax podem participar do “Estudo de fase IIB para avaliação de segurança e tolerabilidade da primaquina para a cura radical da malária não complicada causada por Plasmodium vivax em crianças menores de 15 anos de idade".


OBJETIVO DA PESQUISA: Avaliar a segurança, tolerabilidade e eficácia em prevenir recaídas nos esquemas curtos e longos da primaquina, para malária vivax não complicada em crianças menores de 15 anos.


COMO: O participante será acompanhado com consultas médicas agendadas por seis meses.


ONDE: As avaliações serão realizadas na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) com a médica infectopediatra Dra. Ana Luisa.


CRITÉRIOS DE INCLUSÃO:

1. Apresentar diagnóstico positivo de malária vivax;

2. Idade entre 6 meses e 14 anos 11 meses e 29 dias;

3. Temperatura axilar ≥ 37,5ºC ou história de febre nas últimas 48 horas;

4. Habilidade de engolir a medicação;

5. Ausência de desnutrição grave de acordo com os padrões da OMS;

6. Ausência de condição febril devido a doenças diferentes de malária ou outra doença crônica ou grave subjacente conhecida;

7. Ausência de história de reações de hipersensibilidade aos antimaláricos;

8. Não estar amamentando;

9. Consentimento de teste de gravidez de meninas em idade fértil e de seus responsáveis.

10. Não ter iniciado tratamento.


COMO ENCAMINHAR PACIENTES / PARTICIPAR: Enviar nome do paciente e contato dos responsáveis para:

(92) 98420-8810 - Aretha Omena ou (92) 99288-1688 - Ana Luísa Opromolla





Imagem: Canva


bottom of page