Aconselhadora do ImPrEP compartilha experiência de viagem a Inglaterra

"Essa viagem foi um divisor de águas em minha vida". Foi assim que a assistente social Elizabeth Monteiro descreveu a viagem pela Inglaterra da qual acaba de retornar. No Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema (IPCCB), ela é aconselhadora do projeto ImPrEP, que busca abordar os aspectos estratégicos sobre a implementação da profilaxia pré-exposição (PrEP), em Manaus.


Durante um mês, a assistente social visitou organizações não governamentais (ONGs) voltadas ao apoio de populações vulneráveis. "Tenho um trabalho voluntário com moradores de rua e adictos e faço parte de 2 ONGs: a Recuperar e a Ilê de Preta Mina", conta a ativista. Através da segunda, foi conhecer a diversidade religiosa do país e, devido ao seu trabalho no projeto ImPrEP, aproveitou para conhecer também a realidade da população LGBTQIA+.


Passando por quatro cidades da Inglaterra - Londres, Bournemouth, Brighton e Eastbourne, Elizabeth visitou projetos e conheceu ativistas da luta pelos direitos da população LGBTQIA+. "Tive o prazer de conhecer Betty Gallacher, uma das maiores precursoras e ativistas do mundo nas causas LGBTQIA+, uma grande ativista responsável por uma casa de apoio a pessoas vivendo com o HIV", conta. A visita ao projeto liderado por Gallacher também permitiu que Elizabeth vivenciasse um pouco do dia a dia da ONG. "Com uma equipe multidisciplinar ela acolhe essas pessoas, que passam o dia na Casa Gallacher, onde tive a oportunidade de auxiliar em alguns atendimentos e participar de oficinas", destaca a assistente social. Na bagagem, Elizabeth traz novas experiências e conhecimento que pretende aplicar nos projetos que atua em Manaus; e um convite para retornar à Brighton e participar de outros eventos. ImPrEP Iniciado em janeiro de 2018, o projeto ImPrEP é realizado no Brasil, no México e no Peru com o objetivo geral de abordar os aspectos estratégicos sobre a implementação da profilaxia pré-exposição (PrEP), servindo como um passo de preparação para o lançamento de serviços integrados da PrEP nos três países. Essas nações foram selecionadas porque relatam uma alta taxa de HIV na região. Em Manaus, o projeto foi liderado pelo médico infectologista Marcus Lacerda.Atualmente a PrEP oral já está disponível no Sistema Único Saúde (SUS). PrEP Injetável O IPCCB/FMT-HVD está recrutando voluntários para um estudo que avaliará o medicamento lenacapavir para PrEP injetável.


Para participar é necessário:

- Ter mais de 18 anos

- Não ter realizado teste de HIV nos últimos 3 meses

- Ser homem cis ou trans; mulher trans; travesti; ou pessoa não binária que faça sexo anal receptivo

- Outros critérios de elegibilidade serão avaliados durante entrevista no centro de pesquisa


Os interessados podem entrar em contato pelo WhatsApp (92) 98483-4210.

Foto: Arquivo pessoal. Com informações de imprep.org.