UMA JORNADA RUMO À VACINA GLOBAL CONTRA O HIV

WhatsApp_Image_2020-11-25_at_16.12.24-re

Esse estudo já encerrou a etapa

de inclusão de participantes.

Mosaico é um grande estudo que tentará provar se o regime experimental de vacina pode prevenir a infecção pelo  HIV na América do Norte, América Latina e Europa. Para fazer isso, o estudo incluíra homens cisgêneros e pessoas transgêneros que fazem sexo com homens cisgêneros e/ou pessoas transgêneros. Se o Mosaico conseguir mostrar que o regime de vacinas do estudo funciona, será um passo muito importante no caminho para encontrar uma vacina segura e eficaz para a prevenção do HIV.

O que é o Mosaico?

Mosaico é um estudo que testa um regime experimental de vacina.

 

As principais perguntas deste estudo são:

O regime de vacina é seguro para as pessoas?

As pessoas podem receber as vacinas do estudo sem apresentar muito desconforto?

O sistema imunológico das pessoas responde ao regime de vacina em estudo?

O regime de vacinas em estudo pode prevenir a infecção pelo HIV?

 

Quais são essas vacinas?

O regime de vacina em estudo contém duas vacinas de HIV experimentais, Ad26. Mos4.HIV (vacina Ad26) e gp140 de Subtipo C e Mosaico de gp140 (vacina gp140). "Experimental" significa que não está aprovado para uso geral, mas está sob investigação em pesquisas clínicas quanto a sua segurança e eficácia. Nós não sabemos se o regime de vacina será seguro para uso em pessoas ou se funcionará para prevenir a infecção pelo HIV.

As vacinas podem causar infecção pelo HIV?

Não! O regime de vacina do estudo NÃO é feito de HIV vivo, de HIV morto, de partes retiradas do HIV ou de células humanas infectadas pelo HIV.

Quando e onde será realizado esta pesquisa?

Esta pesquisa já começou a incluir os participantes da pesquisa em outubro de 2019 e ocorrerá em diversos centros de pesquisa na Argentina, Brasil, Itália, México, Peru, Polônia, Espanha e Estados Unidos.
 

Este regime de vacina em estudo pode proteger os participantes da pesquisa contra a infecção pelo HIV?

Não sabemos. Essa é uma das perguntas que a pesquisa busca responder.

Para mais informações ou se você tiver alguma dúvida, entre em contato conosco:

Fundação de Medicina Tropical Dr Heitor Vieira Dourado

Av. Pedro Teixeira, n 25 - Dom Pedro, Manaus - AM, 69040-000

+55 (92) 99512-0687
combinadaprevencao@gmail.com

Quantas pessoas participarão da pesquisa e quem pode participar?

A pesquisa incluirá cerca de 3.800 homens cisgêneros e pessoas transgêneros que fazem sexo com homens cisgêneros e/ou pessoas transgêneros. Para participar desta pesquisa, os participantes devem ser saudáveis, ter entre 18 e 60 anos de idade e não ser pessoa vivendo com HIV.

Os participantes da pesquisa devem estar dispostos a fazer avaliações médicas e receber aconselhamento e testes regulares para o HIV. Também existem outros

critérios para que sejam elegíveis para participar da pesquisa.

Se você escolheu usar a Profilaxia Pré-exposição ao HIV (PrEP), você não é elegível para esta pesquisa. Se você estiver interessado em acessar a PrEP, podemos ajudá-lo.

O regime de vacina em estudo pode causar um resultado positivo em um teste de HIV?

Sim. Os participantes da pesquisa podem ter um resultado reativo ou "teste positivo" em alguns tipos de testes de HIV. Se um participante da pesquisa recebe uma vacina de estudo do HIV, o corpo dele pode produzir anticorpos contra o HIV.

Testes padrão de HIV, como o teste rápido (teste de picada de dedo), medem os anticorpos como um sinal de infecção pelo HIV. Por esse motivo, uma pessoa pode ter um resultado reativo ao teste de HIV, mesmo que não esteja infectada pelo HIV. Isso é chamado de soropositividade induzida por vacina (VISP), ou isso pode também ser chamado de resultado de teste sororreativo induzido por vacina (VISR). Nenhum problema de saúde está associado à VISP.

Pessoas com VISP precisam de testes específicos de HIV para ver se um resultado reativo é devido a VISP ou uma infecção verdadeira por HIV. Os centros de pesquisa participantes deste estudo têm acesso a esses testes específicos que procuram o próprio vírus, ao invés de procurar anticorpos.

Esta pesquisa é possível graças a uma parceria dessas organizações:

Rede de Ensaios de Vacinas contra o HIV (HVTN)

Janssen Vaccines & Prevention B.V., parte da Janssen Farmacêutica da Companhia Johnson & Johnson

O Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID) dos Estados Unidos.

Comando de Pesquisa e Desenvolvimento Médico do Exército dos Estados Unidos (USAMRDC)